Top

Roube como um artista: um livro que você precisa conhecer

Livros memoráveis: sem dúvidas, a obra Roube como um Artista foi marcante e inesquecível para mim. É daquelas leituras que parecem conversas descontraídas e “sinceronas” com um amigo íntimo, que compartilha seus segredos e sua maneira de fazer acontecer, sabe?

O livro é um best seller do The New York Times, que fala sobre criatividade. O autor, de maneira leve e simples, defende a ideia de que nenhuma criação é totalmente original.

Vamos conhecer um pouco mais a obra?

O Autor

Austin Kleon é um norte-americano curioso e persistente, que se descreve como “um escritor que desenha”, nascido em 1983. Abordando criatividade, produtividade e incentivo, seus livros passaram a ser de leitura obrigatória aos que lidam com criação. Sua experiência exposta em palavras já foi traduzida para mais de 12 idiomas!

O livro

Criar só é possível quando o cérebro detém uma grandiosa e alargada variedade de conhecimentos e informações, fazendo com que as associações de ideias ocorram de uma forma mais fluida e direcionada.

Em primeiro lugar, para falarmos do livro Roube como um Artista, é importante termos em mente que criações são frutos da soma de experiências vividas e informações. Seja lá um livro, uma pintura, uma metodologia ou uma música: toda nova ideia é a mistura de uma ou mais ideias anteriores. Esta é uma das primeiras lições aprendidas no livro. Portanto, seguindo a lógica, se toda arte é fruto de uma arte preexistente, na realidade, nada é totalmente original.

Em resumo, segundo Austin, um bom artista é um colecionador de ideias. Sendo assim, quanto mais ideias boas ele tiver coletado, mais fontes terá para poder escolher quais irão lhe influenciar. Do mesmo modo, ele terá a inspiração e a bagagem necessárias para criar algo incrível e diferente.

mulher concordando | Roube como um artista

Em outras palavras, para se tornar um ser humano criativo, é importante ser curioso, estudioso, pesquisador e ter boas referências. A criatividade requer leitura, estudo e muita informação.

O autor indica prestar atenção no que faz o coração vibrar, e se aprofundar, de maneira seletiva. O objetivo é NUNCA PARAR DE APRENDER!

Você admira muito o criador de determinada obra? Estude sobre ele, descubra seus gostos, suas fontes e referências. Entenda sobre os processos dele! Com isso, você conseguirá entender o mundo sob o ponto de vista dele, porém, com a SUA interpretação. Repita isso com outros criadores que você admira e faça um conglomerado dessas informações.

Dessa maneira, você terá o que precisa para roubar boas ideias!

Roubando como um artista

O autor classifica que um bom roubo é completamente diferente de um mau roubo, nos seguintes parâmetros.

Um mau roubo:

  • Degrada;
  • Folheia;
  • Rouba de uma só pessoa;
  • Plagia;
  • Imita;
  • Extirpa.

Um bom roubo:

  • Honra;
  • Estuda;
  • Rouba de várias pessoas;
  • Credita;
  • Transforma;
  • Remixa.

Conseguiu entender? Você pode se inspirar em outras pessoas, desde que você tenha claro que você é diferente e pode transformar uma inspiração no seu próprio trabalho, com o seu ponto de vista e com o seu raciocínio. É primordial respeitar o trabalho do próximo.

Austin diz que o segredo para executar bons roubos está na pesquisa e no registro de tudo que te inspira, seja uma frase, um texto, uma boa conversa ou uma imagem. Guarde tudo isso!

Apenas comece

Em segundo lugar, Austin indica em seu livro que não é necessário aguardar o dia perfeito para começar a fazer o que deve ser feito. Ou seja, JUST DO IT, e aprenda durante o caminho, esse é o seu lema. Austin também fala que a autoconfiança é a peça chave. Não duvidar das suas capacidades te faz chegar além.

Se tivesse esperado para saber quem eu era ou o que eu queria fazer antes de começar a “ser criativo”, bem, eu ainda estaria sentado tentando me entender ao invés de estar fazendo o que quer que seja. Pela minha experiência, é no ato de criar e de fazer nosso trabalho que descobrimos quem somos. Você está pronto. Comece a fazer.

Austin Kleon

Um livro transformador

Enfim, o livro Roube como um Artista é um verdadeiro divisor de águas para quem trabalha com criações. Se você se interessou pelo assunto, veja com seus próprios olhos toda a desenvoltura do autor:

Não preciso falar mais nada, né? Definitivamente, Austin é genial! Através de seu singelo modo de falar, ele empodera e estimula artistas a serem mais conscientes, honestos, estudiosos e estratégicos.

E aí, você conhecia o livro? O que achou? Conte aqui pra gente!

Advogada, movida pela curiosidade, focada em discorrer sobre propriedade intelectual de maneira prática, inteligente e criativa. Verdadeiramente engajada na utilização estratégica de ativos intelectuais.

Deixe-nos um comentário, miga!