Top

Portugal: Iniciativas natalinas sustentáveis para conhecer

Miga, o natal de 2020 foi diferente no mundo todo, em especial o meu este ano em Portugal. Vem que eu te explico por quê.

Aqui na Europa, é um costume um tanto quanto polêmico ter pinheiros naturais em casa. É possível comprar pinheiros até mesmo no supermercado. Mas esse ano, descobri algumas iniciativas natalinas sustentáveis portuguesas que ganharam o meu coração.

De forma geral, a polêmica que envolve a venda de pinheiros naturais tem fundamento. Ela recrimina o desmatamento para poder comercializar essas árvores e ao descarte posterior. 

É mais ou menos assim, miga: as pessoas saem comprando pinheiros para poder enfeitar a sala. E, depois, não sabem o que fazer com a árvore. Dessa forma, muitas vezes as jogam no lixo ou as deixam na porta, gerando poluição.

Então, o que fazer para combater esse problema? Aqui em Portugal, existem duas iniciativas natalinas sustentáveis maravilhosas. Com certeza, elas deveriam ser copiadas por aí. Vou contar tudinho para você.

Unir o útil ao agradável nunca fez tanto sentido para mim.

O problema dos incêndios em Portugal

Miga, não sei se você sabe, mas Portugal sofre muito com o problema de incêndios. Sobretudo no verão, quando o calor aqui é bem intenso. É muito comum ver notícias constantes a respeito disso.

Por isso, existem medidas comuns para combater esse risco. Por exemplo, uma delas é o corte programado de árvores. Esse corte é feito com árvores com maiores chances de se incendiarem e que ocupam grandes áreas, como os pinheiros.

Pensando nisso, foram desenvolvidas ações de marketing verde para poder aproveitar essas árvores.

Iniciativas natalinas sustentáveis portuguesas

Pinheiro bombeiro

Uma das iniciativas natalinas sustentáveis mais conhecidas é o Pinheiro Bombeiro. Essa campanha existe nas cidades de Lisboa e do Porto para a recolha de pinheiros e no país inteiro para a compra de enfeites solidários.

Essa ideia foi desenvolvida pela Rnters, mais uma startup portuguesa para conhecer e que permite o aluguel de praticamente tudo. Por meio dela, é possível alugar os pinheiros cortados pelos bombeiros para enfeitar a sua casa durante o natal.

Então, basta devolvê-los após o fim das festividades para que ela seja transformada em biomassa.

O aluguel é feito on-line e custa 20€. Desses, 5€ são revertidos para a Associação Portuguesa de Bombeiros Voluntários. Dessa forma, os bombeiros podem dar aquele upgrade nos materiais de trabalho.

Eu aluguei uma árvore por esse método, miga, e é perfeito. Além de contribuir para o trabalho dos bombeiros, temos uma árvore linda em casa. Após o natal, basta devolvê-la para que ela seja reaproveitada. 

Pinheiros de Sintra

De forma semelhante, é possível adotar um pinheiro do Parque da Pena, localizado em Sintra. Esse parque faz parte do Palácio da Pena, palácio de férias de D. Fernando II.

A adoção é feita on-line e custa 75€, sendo que, desses, 25€ são reembolsáveis quando a árvore for devolvida em boas condições.

Contribuindo para a comunidade

Por meio dessas iniciativas natalinas sustentáveis, é possível ter um natal que contribui para a comunidade portuguesa. Antes, essas árvores eram vendidas, de forma geral, em grandes redes de supermercado multinacionais.

Ao criar ações como essas, miga, a intenção é alavancar as doações e fazer com que esse dinheiro gire dentro de Portugal, contribuindo para o local.

Por enquanto, essas iniciativas natalinas sustentáveis existem em poucos lugares, mas há intenções de expandi-las em âmbito nacional. E o que você achou dessa ideia, miga? Aproveite também para conhecer mais sobre outra grande iniciativa sustentável, o Ecosia.

Paulistana morando em Lisboa. Criadora de conteúdo que gosta de descomplicar coisas como a tecnologia, as redes sociais e a vida de empreendedora. Feminista, debochada e a personificação da síndrome de Peter Pan.

Deixe-nos um comentário, miga!