Top

Noite da cultura na Irlanda: um evento incrível

What´s the craic, miga? (Jeitinho bem irlandês de perguntar: “Como vão as coisas?”) Aqui na Irlanda tivemos a décima quinta Noite da Cultura. Uma noite envolvente marcada por 900 eventos online e offline. Acima de tudo, esse ano os organizadores focaram na importância e no valor do setor criativo. Ainda mais em períodos tão difíceis, como a pandemia. Por isso, mesmo com as restrições causadas pelo Covid-19 os eventos foram de encher o coração. Porém, um deles particularmente ganhou o meu. Eu vou te contar o porquê e qual foi. Vem comigo se apaixonar também!

A noite da cultura

Todo ano, a Noite da cultura na Irlanda celebra cultura, criatividade e artes. Uma programação gratuita e gigantesca. Em síntese, o objetivo é criar um senso de comunidade. Promovendo todo tipo de diversidade e inclusão, ela incentiva as pessoas a experimentarem atividades novas. Nesse sentido, todos se envolvem nos espaços e atividades culturais da sua região.

Da mesma forma que na noite marcada as pessoas saem desfrutando de pequenas descobertas culturais, elas vão dando apoio para artistas e organizações. Cada canto do país tem algo para as pessoas de todas as idades, ou seja, performances e experiências espetaculares ao longo da noite permitem saborear o melhor da arte e da cultura irlandesa.

Portanto, é uma noite envolvente. Centenas de eventos gratuitos para as pessoas escolherem e aproveitarem ao máximo. Bem como verem ou sentirem algo que, talvez, nunca tenham experimentado antes. Ao mesmo tempo, impulsionam o tão merecido investimento no setor de cultura.

Edição 2020 da Noite da Cultura

Em primeiro lugar, como eu te contei no último post, tivemos um aumento dos números de casos de COVID nos últimos 2 meses. (Inclusive tá preocupando a gente por aqui). Por isso, a maior parte dos eventos teve que ser a distância.

Contudo, houve transmissões especiais pela TV, rádio e até online ao vivo ou gravado, feitos pelo Zoom ou pelo Youtube. Portanto, foi possível manter a edição da Noite da Cultura na Irlanda. Assim, na noite de 18 de setembro cerca de 400.000 pessoas participaram dos mais de 900 eventos gratuitos online e offline por todo o país.

Simultaneamente, esse ano aconteceram eventos de:

  • Stand-up;
  • Mostra de obras e performances de artistas já consagrados ou novos da ilha;
  • Exposição de mais de 3000 estrelas tecidas por voluntários. O objetivo foi aumentar a conscientização sobre violência doméstica;
  • Oficinas diversas;
  • Visitas guiadas em museus;
  • Contação de histórias infantis.

E várias outras programações maravilhosas que se eu fosse descrever, daria um manual!

Um evento especial

Me encantei por muitos dos eventos da Noite da Cultura na Irlanda, sabe, miga!? Porém, um deles particularmente ganhou meu coração: os desenhos que as pessoas fizeram pelo celular e foram videoprojetados na fachada da Galeria Nacional. Eu já tinha visto projeções em fachadas, em campanhas, inclusive no Natal, em um outlet.

Entretanto, dessa vez foi diferente. Imagina a sensação de quem participou ao ver seu desenho projetado? Com certeza nessa hora, todos os objetivos da Noite da Cultura deram check juntos. Ao mesmo tempo, a sensação de inclusão, pertencimento, comunidade devem extravasar de uma só vez no peito de quem participou dessa experiência.

Por isso, essa projeção para mim, foi especial. O maior exemplo de diversidade e incentivo para as pessoas experimentarem novidades. Ainda mais usando o que tinham em mãos!

Um vídeo com mulheres incríveis da cultura

Apesar de ser uma experiência de ”uma noite só” que acontece aqui na ilha esmeralda, tem um convite irresistível na página oficial da Noite da Cultura: continuar a procurar as jóias escondidas online que você não teve a chance de ver durante a noite.

Como você deve imaginar, muitas mulheres ph*das foram envolvidas nesse trabalho. Por exemplo, como aconteceu no vídeo de abertura da noite.

” I Am Ireland” é o vídeo de onde saiu a foto de capa desse post. Foi filmado no Pátio de um Castelo em Dublin e comandado pela coreógrafa premiada, Emma Martin. Nele, artistas de todas as idades, profissionais e de grupos da comunidade dançam e brincam nos ambientes que já foram a casa e o playground de monarcas. Assim, mostram que agora todos são os reis e rainhas da Irlanda.

Emma Martin é criadora da companhia United Fall. Acima de tudo, sua missão é colaborar com artistas de dança, música, teatro, fotografia e design. Um caminho artístico que não se limita à dança, mas que se move livremente entre todas essas formas para servir as ideias e realização.

Tudo embalado por arranjos da música irlandesa tradicional mas sob uma nova perspectiva. Ao invés de músicos contemporâneos, a maravilhosa e aclamada cantora Soulé foi escolhida para o vídeo. Assim, ela trouxe muita energia e presença para a música com seu vocal impressionante.

O vídeo é muito incrível e abriu a noite de um jeito lúdico, rebelde, alegre e ousado. Celebrou a cultura irlandesa em toda a sua tradição e diversidade. I Am Ireland é uma visão de igualdade, propriedade cultural e orgulho. Ainda mais sendo desencadeada na grandeza, imponência e simbolismo cultural do Castelo em Dublin.

Legado da noite da cultura

Enfim, apesar dos desafios impostos pelo COVID-19, o evento foi um arraso! Deu pra sentir? Os organizadores ficaram gratos ao Ministério da Cultura e às autoridades irlandesas. Afinal, eles tornaram o programa deste ano possível. De antemão, agradeceram todos os artistas, organizações artísticas e organizadores locais por criarem eventos e atividades tão fantásticos.

Foi realmente incrível encontrarem novas maneiras de nos conectarmos através da cultura. Além disso, fica a esperança do programa de ter sido uma oportunidade das pessoas reconhecerem a importância e o valor do setor criativo neste ano tão difícil.

Definitivamente por aqui ficou. Aliás, sabe aquele dia que você precisa relaxar ou se inspirar, miga? Pega um vinho. Respira. Em seguida, clica em todos os links espalhados por esse texto. Com certeza toda essa cultura vai te acalmar e encantar. E claro, despertar ideias maravilhosas.

A gente vai se falando, miga!

Um bjão e como dizem aqui na Irlanda: Cheers!

Administradora, especialista e apaixonada por comunicação empresarial. Convicta da força do empreendedorismo na qualidade de vida e autoestima de uma mulher. Clareio a jornada de empreendedoras para conseguirem levar seu trabalho e alma para o digital, com estratégia e muita autoconfiança. Aliás, já pode comunicar o mundo, que ele é seu, miga!

Post a Comment