Top

Marvel Studios contrata primeira diretora negra

No dia 5 de agosto, uma quarta-feira, fomos contempladas com a notícia de que Nia Dacosta, seria a primeira diretora negra contratada pela Marvel. Tudo, né?

Gif de menina feliz comemorando a notícia da contratação da primeira diretora negra da Marvel

Confirmado pela Variety. a cineata se tornou a primeira diretora negra a assumir um filme de super-herói do Universo Cinematográfico Marvel e a quarta mulher a assumir um projeto do estúdio. DaCosta substituirá Anna Boden e Ryan Fleck, diretores que fizeram “Capitã Marvel” em 2019. O filme arrecadou bilhões de dólares e foi um super sucesso. Temos certeza que dessa vez não será nenhum pouco diferente.

Inclusive, essas notícias vieram quase um mês depois da Gina Prince-Bythewood se tornar a primeira mulher negra a lançar uma produção do gênero com “The Old Guard”.

A Marvel Studios tem buscado acrescentar diversidade nos seus personagens de super-heróis, já que ainda nos deparamos com uma grande quantidade de homem cis branco. Então, a mudança vem acontecendo externa e internamente, né? Nos próximos filmes, teremos mais contato com outras heroínas, personagens com deficiência e LGBTQIA+, a exemplo da primeira heroína com deficiência auditiva da história do estúdio, a Makkri interpretada pela atriz surda Lauren Ridloff.

Nia DaCosta

Depois de trabalhar como assistente de produção de TV, Nia DaCosta se jogou na direção cinematográfica, e lançou seu primeiro curta-metragem “Night and Day”. Mas foi em 2019, através do suspense “Little Woods”, estrelado por Tessa Thompson e Lily James, que Nia teve reconhecimento, sendo aclamada pela crítica. Rainha faz assim, né?

Além disso, Nia está a frente do filme “A Lenda de Candyman”, que estreia em outubro, e já está deixando todo mundo de cabelo em pé de tanta ansiedade, até porque, pelo trailer, você já percebe que vem coisa boa por aí.

Outro fato é que ela escreveu e dirigiu o thriller policial Little Woods, o que a fez vencer o Prêmio Nora Ephron no Festival de Cinema de Tribeca. Não canso de enaltecer.

Nia DaCosta Diretora Negra Marvel
Nia DaCosta (Foto: Reprodução/Internet)

Capitã Marvel

Lançado em 2019 – fresquinho ainda, Capitã Marvel fala sobre a história de Carol Danvers (Brie Larson), como ela conquistou seus poderes e se tornou uma das personagens mais fortes da Marvel (talvez a mais, será?).

O longa mostra todo o processo de conquista dos poderes, mas também mostra uma mulher forte quando está na sua versão mais “humana”. Uma curiosidade é que nos quadrinhos, Carol adquire seus poderes através de um homem (que também era seu par romântico), porém no filme optaram por colocar uma mulher no lugar, o que se tornou ainda mais representativo, pois tira a ideia de que ela só é forte por causa de outro homem.

Capitã Marvel diretora negra marvel
Capitã Marvel (Foto: Reprodução/Marvel Studios)

Capitã Marvel é um filme que vale a pena assistir, não só por ser uma heroína, mas, porque também mostra muita sororidade, dela com sua amiga Maria Rambeau (Lashana Lynch) e que ela não baixa a cabeça para homem nenhum. Inclusive, muitas pessoas a taxaram de chata, por ela ser mais fechada. Ninguém é obrigada dar sorrisinho pra todo mundo, né?

Gif da Capitã Marvel diretora negra marvel

Ficamos muito felizes com essa notícia!

Nia DaCosta ser a primeira diretora negra contratada pela Marvel só mostra que muito ainda precisa ser mudado, né? Mas ela está sendo uma baita representatividade, e ganhando muito destaque em tudo que produz. Só sei que estou doida para assistir Capitã Marvel 2 e todos os filmes de Nia. E você, o que achou da notícia?

Jornalista paraibana, se especializando em Neuromaketing e idealizadora de uma revista que vê no feminismo a esperança do mundo, lutando para que mulheres reconheçam seus espaços e se sintam livres.

Deixe-nos um comentário, miga!