Top
Manu Gavassi e Gloria Groove. Divulgação.

Manu Gavassi e seu show de estratégia digital

Semana passada, o perfil da Manu Gavassi teve o username alterado para Malu Gabatti. Assim, esse foi o start para a estratégia que nos levou, hoje, até um videoclipe, dirigido, roteirizado e produzido pela própria Manu. A música promovida é a “Deve ser horrível dormir sem mim“, um featuring com Gloria Groove.

Mas antes…

Antes de mais nada, entre março e abril, Manu Gavassi chamou a atenção das pessoas para dentro do BBB, e foi pelo que ela deixou planejado e executando aqui fora. Louco, não é?

Essa estratégia não nasceu do nada, claro. A própria Manu, em entrevista à Forbes, revelou que, inicialmente, negou o convite para participar do programa. Logo depois, o aceite veio por motivação de sua própria equipe e quando enxergou o programa como ponto estratégico para sua carreira.

Como estratégia, ela deixou 128 vídeos gravados considerando diferentes possibilidades no reality show. No fim das contas, o que ela fez, de maneira muito inteligente, foi reposicionar a sua marca para um público que já a conhecia e se apresentar para outras tantas pessoas que não faziam a mínima ideia de quem ela era ou fazia ainda. Diante disso, pode-se dizer que, muito mais do que uma estratégia bem sucedida, foi notarmos aqui, o seu talento e gosto por contar histórias.

Who the fuck is Malu Gabatti?

Semana passada, os mais de 15M de seguidores do Instagram da Manu Gavassi notaram um “apagão” em seu perfil, ou seja, todo feed foi arquivado e horas mais tarde o username foi substituído por @malugabatti e, em sua bio, dizia que se travava de uma diretora nova-iorquina. Pronto. Ela ganhou a nossa atenção, não é mesmo?

A partir daqui, miga, quero que você entenda a importância de envelopar muito bem os seus projetos e de entender de uma vez por todas o poder de saber contar boas histórias para a sua audiência.

Loirice estratégica

A primeira mudança que chamou atenção de geral foi a loirice de Manu, digo… Malu Gabatti, não é? Depois de alguns dias, descobrimos que a transformação radical foi assinada pela marca Redken. Assim, a ação para promover os produtos que cuidam de fios platinados teve uma campanha protagonizada e digirida por Manu. Segundo algumas notícias, o contrato bateu a casa dos R$500K.

manu gavassi

A Beatrice Medeiros fez um post incrível analisando a mudança de visual de Manu para Malu. Achamos tão incrível que valeu colocar nesse post!

O universo de Malu

Em meio a isso, observei nestes últimos dias nos perfis de Manu a constância de suas postagens. Só no Instagram, foram, pelo menos, quatro posts por dia. Mas, muito mais que a quantidade, foi o planejamento para que cada um integrasse uma parte da história. 

Nesse contexto, descobrimos através destes conteúdos e também entrevistas, que a diretora estava de passagem pelo Brasil para trabalhar em um videoclipe. Além disso, conhecemos o seu apartamento no Copan, entre outras curiosidades. Manu criou um universo para Malu Gabatti e diversos veículos passaram a ficar de olho.

Deve ser horrível dormir sem mim

No início da semana, um dos posts revelou que, claro, tudo se tratava de uma música e videoclipe em parceria com Gloria Groove. Então, como vocês devem imaginar Manu dirigiu, roteirizou e interpretou Malu Gabatti. O resultado é um videoclipe de 10 minutos com referências que já estão no trending topics, miga.

Nos seis primeiros minutos, Manu reúne todas as críticas dirigidas a ela e ao tipo de música que compõe; mata Malu Gabatti (metaforicamente falando!); e nos prepara para que, no fim das contas, a música agrade.

E faz sentido se pensarmos que quando nos sentimos vulneráveis ou tomadas por alguma emoção, o nosso experimentar artístico, aqui no caso musical, é muito mais intenso. Por isso, você chora fácil ouvindo Marília Mendonça quando está triste ou mexe a raba até suar quando está feliz e ouve um funk.

A film by Manu Gavassi

“O que é preciso para criar um videoclipe pop perfeito, Malu?” As pessoas me perguntam. Verdade? Espontaneidade? Talento? Não! Fórmula.

Malu Gabatti

Cinco passos para o sucesso

Primeiramente, Malu alinha expectativas com quem está assistindo logo no início do vídeo e explica que música pop tem a ver com fórmula e não verdade. Depois, explica, na força da ironia, os passos necessários para que o sucesso seja alcançado. O primeiro é ter um featuring. Errada ela não está! Hoje, essas parcerias potencializam públicos e abrem mercados para os dois lados.

O segundo passo para o sucesso, segundo Malu Gabatti é a nudez. E essa responsa ela joga para o público. Enquanto isso, a verdadeira Manu Gavassi está chorando no camarim. Cria-se um clima de total tensão e humor, pois o público relembra as críticas das redes sociais sobre a Manu, e elas também fazem parte das piadas.

Eis que chegamos ao terceiro passo, um boy gato com cara de quem vai acabar com a sua vida. Neste caso, esse boy é Chay Suede. Literalmente. Se você assistiu BBB ou esteve no Twitter, sabe o que a presença dele significa neste videoclipe, não é meiiixxxxmo?

A participação, tanto dele quanto de Laura Neiva, gerou buzz, claro. Mas, sobre o convite Manu disse o seguinte ao Hugo Gloss:

“Sinto que dirigir esse projeto sozinha foi um marco pra mim. Descobri que eu realmente estou pronta pra dar passos maiores do que imaginava. Além de ser extremamente divertido. Eu me senti entre amigos e muito segura do que queria passar. Todas as pessoas que coloquei nesse projeto têm um porquê, e sou muito grata a todos”

O quarto elemento que Malu lista é um carro, que serve para enaltecer o poder, e ela fecha com o mais importante elemento: uma dança que viralize no TikTok.

Parceria com TikTok

Por fim, o último item da lista foi a maneira orgânica e muito criativa que Manu criou para inserir o patrocinador de todo projeto dentro da narrativa, o Tik Tok. Por isso, não foi a toa que vimos, nos últimos dias, todo conteúdo produzido por Malu ser distribuído pelo TikTok, tanto em sua própria plataforma, quanto nos perfis de outras redes sociais. 

Assim, a parceria marcou também a entrada de Manu no TikTok. Agora, já são mais de 1M de seguidores. Sobre isso ela comentou:

“Fiquei muito feliz com a entrada no TikTok e em poder produzir conteúdo da minha maneira. Em uma semana, já são quase um milhão de pessoas que acompanham o perfil. Pude perceber que a plataforma é realmente democrática para todas as idades e interesses, sem contar que durante o processo de criação, eu me diverti muito!

O TikTok é conhecido por ter impulsionado e viralizado músicas como Old Town Road e Dance Monkey, desde então a plataforma está mirando a indústria fonográfica e vice-versa.

E no Brasil não é diferente. Somos o terceiro mercado de música da América Latina, miga. Isso é muita coisa! Então, Manu Gavassi aproveitou bem essa oportunidade.

@manugavassi

Quero ver vocês sendo tiktokers com ##MaluChallenge##DeveSerHorrivelDormirSemMim 😎

♬ som original – manugavassi

Polêmicas

O dinheiro e a rede de contatos ajudaram?

Sim, migas. Deu muito certo porque ela tem dinheiro e conseguiu grandes parceiros. Um videoclipe é caro! Muito. Não é exagero.

Preparar um projeto desse tamanho, com uma equipe robusta, locação seguindo protocolos de saúde, equipamento de alta qualidade e muito mais, que colocar na ponta do lápis, você cairia para trás. Então, não é um raciocínio errado. Não. Errado é reduzir todo o trabalho criativo ao dinheiro.

Na música pop, em suma, um lançamento é do tamanho do dinheiro investido no projeto. Isso é regra? Não. Existem artistas boas sem grandes investimentos que explodem? Existem. Há quem tenha música mais fraca que explode, porque só tem dinheiro? Tem. E tem quem aproveita o dinheiro e apresenta um trabalho bem estruturado e com ótimas entregas.

Para esclarecer ainda mais, miga. A Manu Gavassi é parte da Universal Music, que é uma das três maiores gravadoras do mundo. Entretanto, dependendo do contrato, nem sempre a gravadora banca um videoclipe. Então, a artista precisa fechar parcerias para que ela não invista sozinha (lembra a história do clipe da Anitta e Pablo?). Manu encontrou Redken e TikTok como maiores apoiadores e patrocinadores. Provavelmente, ela deve ter firmado outras parcerias que viabilizou outras coisas. Lembre-se: uma artista recupera grandes investimentos, através de seus shows, mas durante a pandemia não temos mais shows.

Essas parcerias foram realizadas devido a uma boa rede de contatos? Sim. Em qualquer profissão, nicho, patamar que você esteja, se você tem um bom dinheiro para investir, uma rede de contatos e apoio, seu projeto vai voar, miga. Isso não é demérito, isso é saber criar oportunidades de maneira inteligente e estratégica.

Miga, se você quer saber mais sobre as polêmicas e discussões que esse lançamento gerou, você vai gostar da live que fizemos comentando e discutindo sobre tudo o que analisamos sobre essa tour e também referências e easter eggs que estão no clipe!

Ver essa foto no Instagram

Saiba separar sua opinião pessoal de negócios.

Uma publicação compartilhada por EMPREENDEDORISMO FEMININO⚡️ (@movinggirls) em

Antes, agora e continua…

A fórmula de criar expectativa, lançar um produto e realizar o pós, já existe e não é novidade. Foi isso que Manu Gavassi fez. O que é bacana entender é que dentro da música, o que faz uma artista ganhar atenção é como esta fórmula é executada.

Qual é a maneira tradicional do mercado de se lançar uma música, Thabs? Em linhas gerais, a artista cria expectativa, lança a música e depois sai divulgando os trabalhos em todos os meios de comunicação possíveis. Agora, te pergunto: como cumprir essa estratégia dentro de um contexto de pandemia? Através de conteúdo.

Hoje, as artistas estão percebendo que não basta lançar uma música e esperar que o milagre aconteça. É necessário fortalecer o vínculo com sua audiência, que no fim é uma comunidade. Dentro do nicho pop, principalmente, é muito sobre como criar e continuar uma conversa sobre o seu projeto.

Exemplificando: vocês lembram de Check Mate da Anitta? O assunto da conversa era sobre videoclipes que sairiam mensalmente com um featuring surpresa. Já quando ela lançou Kisses, foram criados dez alter egos, representando cada música e ao longo do período, que antecedeu o lançamento do álbum, ela apresentou cada uma em suas redes.

No caso da Malu, também enxerguei as etapas bem alinhadas. Quando seu username foi alterado, ela passou a atuar como Malu Gabatti, sua base de fãs foi ativada e atraiu olhares de outras pessoas também, que não necessariamente são seu target (eu, no caso). A expectativa começou aqui.

Ao longo dos últimos dias, acompanhamos os conteúdos e ontem a entrega foi realizada, um videoclipe e música. E é aqui, que muita artista se pega: lancei e agora? Pois é, como continuar a contar o que você começou?

A Manu está dando continuidade a conversa sobre Deve Ser Horrível Dormir Sem Mim de algumas maneiras. Veja:

  • O #MaluChallenge já é realidade no TikTok e eu já perdi a conta de quantos vídeos fazendo a dancinha viral do clipe estão lá. Essas interações farão a música reverberar durante alguns dias ainda. Prepare-se!
  • Ela está em tempo real mostrando suas reações e conquistas com o trabalho. Aproximando ainda mais quem fez parte direta ou indiretamente de todo o processo.
  • O buzz de seu encontro com Rafa Kalimann foi guardado para o momento certo, né?
  • Mídia espontânea gerada pela participação do casal Chay e Laura Neiva.

O que podemos aprender com essa gênia?

O pai da Manu não mentiu quando afirmou que sua filha é uma gênia. E nós concordamos! Mas o que podemos aprender com todas as estratégias dessa moving girl? Vamos te contar:

  1. Storytelling: a estratégia de contar histórias com narrativas envolventes, que te ajuda a promover o seu negócio e a vender seus serviços de forma indireta.
  2. Antecipação: quem não ficou louca de curiosidade pra saber o que ela iria lançar?
  3. Parcerias: bons parceiros para alavancar ainda mais o produto e gerar maior repercussão.
  4. Experiência Multiplataforma: estratégia digital boa não fica só no Instagram, né migas?
  5. Valor agregado: Manu não entregou apenas uma música, ela entregou uma personagem, conteúdo, universo, fez piada com ela mesma, fechou parcerias fortes, um vídeo de 10 minutos (que poderia muito bem ter continuação) e muito mais. Tudo isso aumentou o valor da sua música, carreira e da sua marca pessoal.
  6. Personalidade autêntica: não dá pra negar, a Manu é única, tem personalidade fortíssima e mais do que nunca tem seu diferencial quanto ao mercado e “concorrência”.
  7. Multipotencial: 100% moving girl, ela sempre foi muitas em uma só: cantora, atriz, diretora, produtora, compositora, dubladora, escritora, roteirista e, para nossa alegria, também participou do BBB. Nesse trabalho Manu amarrou toda a suas definições e fortaleceu ainda mais sua multipotencialidade, além de reforçar sua marca pessoal.
  8. Buzz Marketing: ou seja, estar na boca do povo, fazer as pessoas falarem da sua empresa. Esse tipo de marketing gera muitas vendas (no caso da Manu, alcance da sua música), aumenta seu alcance, cria engajamento e com um baixo investimento, aplicando as estratégias corretas.
  9. F*da-se o que os outros vão dizer: no clipe temos o seu ex namorado, a atual do seu ex, ela faz piada com a própria imagem, joga shade para algumas algumas pessoas e muito mais. Tudo isso faz parte das suas estratégias de Buzz Marketing. Mas ela teve coragem e c*lhão, né, miga? E você? Tá com medo do os outros vão falar?
  10. Escute o seu público e dê o que ele quer: a Manu tá super atenta a sua fanbase, sabe o que eles querem, o que eles pedem, o que os agrada. Atenta a isso, ela entregou uma série um conteúdo incrível no clipe de Deve Ser Horrível Dormir Sem Mim, que os fãs vão estar excitados por meses. Escute seu público, miga! Converse com seus clientes, entenda suas dores, identifique oportunidades, crie novos produtos que atenda as necessidades e desejos.

Manu Gavassi é uma Moving Girl

Por fim, posso dizer para resumir é que a Manu Gavassi foi além ao entregar a sua música hoje. Ainda, ela criou uma experiência multiplataforma de conteúdo através de um projeto muito bem amarrado, com a inserção orgânica de marcas globais e contando uma história que tem sua personalidade impressa.

Enfim, depois de tudo isso, minhas provocações para você, miga, são essas: qual experiência eu posso entregar através do meu conteúdo? Qual história posso contar para que as pessoas conheçam o valor do que entrego?

Miga, por fim, toda essa tour da Manu Gavassi/Malu Gabatti rendeu tanto assunto que também fizemos um post no Instagram para debatermos mais um pouco sobre. Se você ainda não viu, vou deixar aqui embaixo.

Pesquisadora musical, produtora fonográfica e criadora de conteúdo.

Comments

  • Isabelle França
    22 de agosto de 2020

    QUE TEXTO!!!! Muito bom. Malu Gabatti deu um show como uma moving girl. 👏🏻👏🏻👏🏻

    • Moving Girls
      23 de agosto de 2020

      Verdade, miga! Malu, nota nós aquiiii! ❤️😉

  • Josi Oliveira
    22 de agosto de 2020

    Dissecou muito bem a estratégia, texto incrível!

    • Moving Girls
      23 de agosto de 2020

      A Thabata arrasou, né, miga! Manu que se cuide hahahahaha 😁❤️

  • Laís Oliveira
    22 de agosto de 2020

    O que eu acho mais incrível é que a Manu entrou no BBB já pensando que tudo o que estava acontecendo ali era justamente pra fomentar uma briga, discussões e tudo mais. Aquele jogo da discórdia que ela faz um teatro, é porque realmente é pra ser algo lúdico, não tinha porque ficar entrando no jogo que o programa queria, só pra agradar, ela simplesmente curtiu com a cara das pessoas que queriam que aqueles joguinhos fossem os mais sérios da vida. E outra parte que realmente achei incrível foi falar “o que o Brasil quer ver” no clipe, porque é a maior referência ao BBB, é tudo feito pela audiência.
    A estratégia do clipe e de tudo o que ela faz vai de encontro ao que ela pensa de uma forma muito pura. A arte de forma geral é lúdica, e associar o lúdico com a realidade traz o choque. Trazer a Malu Gabatti como personagem, tendo em vista que a Manu não quer ser reconhecida apenas por ser uma ex-BBB ou uma artista que simplesmente passou por nossas vidas, é a forma mais genuína de mostrar que ela pode ser muito além da Manu que se mostrou no programa.
    Por fim, amei o post aqui! Sou cadelinha da moving e de quão ampla é a visão de todas vocês. Perceber e falar sobre como um artista ou pessoa pública se porta, é um puta estudo de caso, e não é sobre gostar ou não de alguém.
    Beijos, e amo o que vocês proporcionam pra nós!

    • Moving Girls
      23 de agosto de 2020

      AAAAAAA que delícia receber esse feedback, migaaa ❤️
      E quanto ao post, é isso. Um moving girl deve sempre pensar antecipadamente, que nem essa gênia fez!

  • Anna Deise Lopes
    22 de agosto de 2020

    Amei esse post! PQP!

    • Moving Girls
      23 de agosto de 2020

      Arrasamos demais nele, né, miga! 😉

  • Jéssica
    23 de agosto de 2020

    Que texto certeiro! adoro entender mais sobre essas estratégias e o trabalho da Manu tem sido uma aula sobre.

    • Moving Girls
      25 de agosto de 2020

      Verdade, né, miga! Ela foi genial essa estratégia digital! 👏🏼

  • Luisa Leite
    27 de agosto de 2020

    Muito bom ver um trabalho tao multidisciplinar amei a análise de imagem

    • Moving Girls
      28 de agosto de 2020

      Que bom, migaaa! A Thabata arrasa, né? ❤️

  • Elayne
    27 de agosto de 2020

    Nossa, gostei dessa análise da Beatrice, Manuela é um gênio!! Prefiro Manu

    • Moving Girls
      28 de agosto de 2020

      Essa estratégia foi genial mesmo, né, miga? ❤️

  • Mariceli
    27 de agosto de 2020

    Top! A Beatrice arrasa também nas análises!

    • Moving Girls
      28 de agosto de 2020

      Vdd, miga! ❤️

Deixe-nos um comentário, miga!