Top

Linguagem Corporal: como isso pode afetar o seu negócio

Recentemente, me deparei com um curso no LinkedIn Learning chamado “A linguagem corporal dos líderes”. O título me chamou atenção, porque eu tenho um verdadeiro fascínio pelo tema liderança, e eu resolvi fazer. Ao finalizar o curso, eu havia lotado um caderninho de insights relacionando o tema à gestão de negócios e é exatamente esse aprendizado que decidi compartilhar com você, miga.

Está curiosa para descobrir como a sua linguagem corporal pode afetar seu negócio? Então, vem comigo!

Mas, antes de mais nada, você precisa entender o que é linguagem corporal.

O que é linguagem corporal?

O termo linguagem corporal diz respeito a toda comunicação não-verbal. Em outras palavras, consiste no conjunto de todos os nossos gestos, movimentos, posturas e ações que usamos para nos comunicar, seja consciente ou inconscientemente.

A sua linguagem corporal revela mais do que você imagina. Sabe aquele negócio de que uma imagem vale mais do que mil palavras? Pois é! É mais ou menos isso mesmo.

Albert Mehrabian, autor pioneiro da pesquisa da linguagem corporal, apurou que apenas 7% do impacto total de uma mensagem se baseia nas palavras usadas, enquanto 93% desse impacto advém de sinais, como gestos, postura e entonação.

Um fato é que nós estamos constantemente analisando a linguagem corporal das pessoas, até mesmo sem perceber, como quando avaliamos que um colega de trabalho está triste, cansado ou entendiado só pela sua postura, por exemplo.

linguagem corporal: mulher entediada

Nas relações de negócios não é diferente. Voluntaria ou involuntariamente, nós buscamos reconhecer na outra parte sinais que aprovamos ou desaprovamos.

Linguagem corporal e o mundo dos negócios

Nos negócios, as impressões contam muito. Imagine ser julgado como desconfiável por um cliente apenas pelo simples fato de você não olhar nos seus olhos enquanto ele fala. A mensagem verbal se perde quando não condiz com a linguagem corporal.

As pessoas que vão até a sua empresa buscam sinais da sua confiabilidade, competência, cordialidade e segurança. Elas têm encontrado? Se a resposta for não ou até mesmo um talvez, isso pode estar te impedindo de fechar negócios.

Vale ressaltar que cada pessoa tem um padrão de comportamento; uma forma de agir particular. Contudo, a rapidez com que tudo acontece no mundo dos negócios nem sempre nos permite ter o tempo necessário para entender cada padrão. Como resultado disso, em algumas situações, acabamos analisando os outros a partir das nossas próprias experiências e perspectivas. Uma avaliação parcial e passível de erros.

Seja como for, é preciso ter em mente que uma vez julgado em uma relação comercial como antipático, inseguro ou falso, por exemplo, tudo o que você fizer a partir de então será visto através deste filtro. Uma barreira assim é difícil de ser rompida, logo, é imprescindível aprendermos a usar linguagem corporal a nosso favor.

Dicas úteis

  • Use os gestos para reforçar o que você está falando;
  • Sorria verdadeiramente;
  • Faça contato visual para se conectar com quem está falando;
  • Gesticule afirmativamente com a cabeça para estimular o interlocutor a continuar;
  • Incline-se levemente para a frente para demonstrar interesse;
  • Respeite o espaço pessoal do outro, aproximar-se demais pode levar a pessoa a ficar desconfortável;
  • O aperto de mão também é importantíssimo, mas esse só quando o corona for embora, tá bom?

É isso, miga! Espero que tenha gostado das dicas. Agora é aplicar e voltar aqui para me contar o que observou, combinado?

Combinado

Um beijo e até o próximo post!

Se você gostou desse conteúdo, pode gostar desses links:

Tedx Talk: Não basta ser líder, é preciso parecer – Alexandre Monteiro

Livro: Desvendando os segredos da linguagem corporal – Allan e Barbara Pease

Uma administradora apaixonada por gestão e educação, que une essas duas coisas com o objetivo de desenvolver pessoas e, consequentemente, organizações, para que estas se tornem mais eficazes, humanas e competitivas.

Post a Comment