Top

Espanha: redução de jornada de trabalho é proposta pela nossa ministra

Hola, miga! Antes de mais nada, quero dizer que estou muito animada com essa notícia. O governo espanhol está estudando a possibilidade de reduzir a jornada de trabalho para quatro dias/32 horas semanais. 


Essa proposta veio do Ministério do Trabalho, liderado por Yolanda Díaz, e se aprovada irá melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores, além de gerar mais empregos. Incrível, né?

Pioneira na Espanha

Um exemplo de liderança é a Software Delsol, que se tornou a primeira empresa a implementar uma jornada de trabalho de 4 dias na Espanha. Tudo isso sem afetar o salário dos seus funcionários, que continuam ganhando o mesmo que quando trabalhavam 5 dias por semana.

A empresa explica que a maioria trabalha de segunda a quinta-feira, mas que a equipe de atendimento distribui o dia de folga em rodízio. A medida foi tomada com o objetivo de melhorar a qualidade das condições de trabalho dos seus funcionários, bem como permitir que tenham um equilíbrio no âmbito familiar.

Benefícios da redução de jornada

Diversos estudos e experimentos foram feitos ao redor do mundo nos últimos anos para entender o impacto da redução de jornada de trabalho. Em todos eles, sem exceção, conclui-se que essa mudança é beneficial tanto para a saúde e felicidade dos funcionários, como para a produtividade da empresa.

Os funcionários são mais eficientes, pois têm mais desempenho e se sentem menos saturados. Além disso, foram vistas melhorias na saúde, redução de estresse e aumento dos laços com a empresa. Nesse sentido, esses funcionários são também mais fiéis e consideram o trabalho como integrante da sua vida, não um obstáculo que absorve o seu tempo.

Do mesmo modo, trabalhadores mais eficientes fazem mais em menos tempo. Em todos os casos, a produtividade aumentou em relação aos dias de 5 dias úteis. Além disso,  para a empresa, representa uma economia de energia de 20% que também ajuda no combate às mudanças climáticas, pois trabalhar menos horas economiza eletricidade, aquecimento, materiais, equipamentos, etc. 

Porém, para viabilizar essa iniciativa, tem muita coordenação envolvida e o apoio do governo é fundamental para ajudar as empresas nesse processo. 

Redução de jornada de trabalho pelo mundo

Recentemente, a empresa Unilever anunciou que ira fazer um teste na Nova Zelândia onde ira reduzir 20% de jornada de trabalho sem impactar o salário dos seus funcionários. Para a empresa, a forma como trabalhamos está ultrapassada e mais do que nunca, a pandemia deixou isso em evidência. O teste vai de dezembro de 2020 a dezembro de 2021 e eles pretendem compartilhar os resultados na esperança de influenciar outras empresas. 

A nova primeira-ministra da Finlândia Sanna Marin, propôs no início do ano reduzir a jornada de trabalho do país para quatro dias ou seis horas por dia. Para a ministra, essa mudança irá permitir que as pessoas passem mais tempo com a família e poderia ser o próximo passo para a vida profissional. 

Em 2019, a Microsoft Japão relatou um aumento de 40% nas vendas ao reduzir a jornada de trabalho para 4 dias. Durante o experimento, os escritórios fecharam todas as sextas-feiras e os funcionários em tempo integral tiveram “licença especial”, que foi paga. As reuniões foram restritas a um máximo de 30 minutos e as discussões online foram incentivadas como uma alternativa à presencial.

Apesar dos desafios para colocar essa redução em prática, eu realmente acredito que essa mudança faz parte do nosso futuro. Quando se fala de trabalho, o equilíbrio é necessário e flexibilidade é a palavra-chave para garantir a qualidade de vida. E você, miga, o que acha dessa mudança? Consideraria trazer para a sua empresa? Me conta nos comentários.

Você também pode gostar de ler:

Un beso,

E até a próxima! 

Sou correspondente da Moving Girls na Espanha, gerente de produtos digitais e empreendedora nas horas vagas na @getmoving.br. Meu objetivo é ajudar outras mulheres a conquistar o mundo, desmistificar a vida no exterior e ter a liberdade de ser exatamente quem são. Sou movida a sushi, café, viagens e um bom bate-papo!

Deixe-nos um comentário, miga!