Top
Protesto feminino carreira

Espanha: combatendo a desigualdade de gênero para ajudar a carreira das mulheres

No meu último post, falei sobre o feminismo e a importância de incentivar a mulher a lutar por sua carreira, o que geralmente não acontece na nossa sociedade. Aqui na Espanha, por exemplo, há uma disparidade salarial significativa entre homens e mulheres. De acordo um estudo recente, realizado pelo Observatorio Mujer e Igualdad da Fundación Promoción Social e apresentado no campus do Google For Startups em Madrid, essa diferença é atribuída princialmente à licença-maternidade (como se o filho fosse feito sozinho, né, miga?). Esse fenômeno é conhecido como “penalização salarial por maternidade”.  

Carreira e a maternidade

Do mesmo modo, o Banco da Espanha realizou um estudo que deixou essa disparidade ainda mais evidente. A renda das mulheres cai 11% no primeiro ano após o nascimento de um filho e ainda sofre cortes de até 28% dez anos depois. Além disso, a redução da renda e jornada de trabalho é substancialmente maior para mulheres sem formação universitária. Em contrapartida, a carreira e renda dos homens não sofre impacto após a paternidade.

Sobre ser mulher

Mas não se desespere, miga, tem muita gente por aí lutando para que essa disparidade acabe. Inclusive o projeto internacional Mommypreneurs está constantemente criando iniciativas para apoiar mulheres que cuidam dos filhos ou estão em licença maternidade. O objetivo é equipá-las com novas competências digitais e empresariais e, ao mesmo tempo, potencializar o seu reingresso no mercado de trabalho ou até mesmo a possibilidade de criar o próprio negócio. Incrível, né?

Iniciativas para mudar o jogo

Ao contrário do que se pensa, muitos países estão trabalhando para acabar com a desigualdade, mas essa luta é diária e está só no começo. Portanto, precisamos nos unir para que juntas, conquistemos os nossos direitos. Nesse sentido, vamos analisar algumas iniciativas governamentais e privadas que nos dão esperança de um mundo melhor.

Na Espanha

O Mommypreneurs lançou aqui na Espanha a quarta edição de um curso online gratuito para ensinar os melhores truques de vendas online. As participantes aprenderão ferramentas e programas de desenvolvimento web usando o WordPress, bem como design com Canva, loja virtual com WooCommerce, Facebook Marketplace, Instagram Shopping e WhatsApp Business. Esse curso foi elaborado junto com a incubadora de empresas Cloud Incubator Hub da Universidade Politécnica de Cartagena (UPCT) e o Instituto de Promoção Econômica de Talavera.

O foco em mães jovens é devido à taxa de desemprego juvenil que tem aumentado nos últimos anos. Frequentemente essas mulheres enfrentam dificuldade de manter a sua carreira ou encontrar um emprego após o parto e a licença maternidade.

O projeto é realizado em 7 países da União Europeia (Chipre, Itália, Lituânia, Polónia, Portugal, Roménia e Espanha) e é financiado por meio do EEA and Norway Grants Fund for Youth Employment

Em toda a Europa

A União Europeia criou um plano de 5 anos (2020-2025) para impulsionar o empoderamento econômico das mulheres e dessa forma, garantir oportunidades iguais no mercado de trabalho. Dentre os 28 países da UE, a Suécia, Finlândia e Islândia estão no topo da lista com a menor disparidade de gênero, deixando a Espanha na sétima posição. 

Ursula von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia, declarou que a violência, discriminação sexual e a desigualdade estrutural entre mulheres e homens são coisas do passado e definitivamente não deveriam existir. Além disso, afirma que todos devem ser livres para seguir o seu próprio caminho, tendo as mesmas oportunidades de prosperar, podendo, assim, igualmente liderar a nossa sociedade.  

Bem como a presidente, a nova comissária europeia para a Igualdade, Helena Dalli, antecipou que irá propor medidas obrigatórias de transparência salarial. Ainda mais, enfatizou que o seu objetivo é garantir que as mulheres sejam capazes de realizar todo o seu potencial e que não tenham que passar por obstáculos adicionais para atingir aquilo que os homens já têm como dado.

Portanto, você não esta sozinha nessa, miga! Além de incentivar mulheres a construírem as suas próprias histórias, a Moving também apoia as mamães e o empreendedorismo materno, e tem uma seção no blog só falando disso. 

A nossa redatora Grau, que é empreendedora mãe, escreveu um post falando sobre o futuro do trabalho para mães. Vem conferir, miga! 

Un beso,
E até a próxima! 

Sou correspondente da Moving Girls na Espanha, gerente de produtos digitais e empreendedora nas horas vagas na @getmoving.br. Meu objetivo é ajudar outras mulheres a conquistar o mundo, desmistificar a vida no exterior e ter a liberdade de ser exatamente quem são. Sou movida a sushi, café, viagens e um bom bate-papo!

Publique um comentário