Top
perder medo de empreender

Como perder o medo de empreender

Antes de mais nada, você precisa saber que 52 milhões de brasileiros estão empreendendo com ou sem medo neste exato momento. E, de acordo com o SEBRAE e a GEM (Global Entrepreneurship Monitor), 24 milhões das pessoas que empreendem são mulheres, assim como você e eu!

Ser dona do próprio negócio está no sangue de muita gente. Se você está lendo esse artigo, é porque também sente o empreendedorismo correr nas suas veias, mas por algum motivo ainda não perdeu o medo de fazer com que esse sonho se torne realidade. 

Resumidamente, vou citar algumas oportunidades que uma carreira empreendedora oferece:

  • Ser livre financeiramente;
  • Criar novos empregos;
  • Inovar;
  • Ajudar nosso país a crescer economicamente.

Segundo o pesquisador Omololu, mesmo quando se tem apoio financeiro para começar, isso não é o suficiente para levar alguém a empreender. Então, fica evidente que existe algo além que chega a congelar um sonho. Mas afinal, por que isso acontece?

Por que temos medo de empreender?

Empreender é uma jornada emocional e começar um negócio é uma experiência radical cheia de altos e baixos. O medo faz parte desse pacote e na maioria dos casos é o paralisa tudo o que te faz chegar mais perto dos seus objetivos.

Claro que além do medo, existem outros fatores que envolvem a intenção empreendedora como: a autopercepção empreendedora, a família, a educação, a cultura e os antecedentes motivacionais. Mas o medo é um dos sentimentos que mais afeta o futuro empreendedor.

Mas então, como perder o medo de empreender?

A resposta mais rápida e direta para essa pergunta é: identificar os medos. Como você pode lutar contra um inimigo que não conhece? Você precisa saber quem é que está te boicotando antes de partir para cima, não é mesmo?

Uma pesquisa identificou as quatro dimensões que o medo toma no empreendedorismo: o medo do fracasso, do sucesso, da crítica e da mudança.

  1. Medo do fracasso: é o sentimento capaz de te deixar desanimada e com medo de não conseguir ser bem-sucedida antes mesmo de tentar.
  2. Medo do sucesso: é o lado oposto do medo do fracasso. Muitas pessoas têm medo de liberar todo o seu potencial, não apenas porque temem fracassar, mas porque temem seu poder e capacidade de ter sucesso.
  3. Medo das críticas: é o medo que você tem do que os outros vão dizer ou do que eles esperam de você. O que acontece aqui é que você acaba nunca deixando a sua zona de conforto por causa de outras pessoas que não te dão nem R$1 para pagar os seus boletos!
  4. Medo da mudança: é o medo que surge no empreendedorismo quando você está preocupada com a mudança do modo de vida “normal” para algo novo. Isso acontece porque você ainda não conhece o que está por vir e por não conseguir prever exatamente quais serão os resultados das suas ações.

O que fazer para não ter mais medos?

Antes de tudo, você precisa entender que o medo não é sempre ruim, ele é um mecanismo importante para nós, seres humanos. Sem o medo você provavelmente já teria morrido antes de pensar em ser uma empreendedora de sucesso, pois ele é indispensável para preservar nossas vidas.

Ser uma empreendedora é saltar de paraquedas diariamente, é mergulhar num mar de incertezas todos os dias. Você tem que ter uma dose de fé, uma dose ainda maior de comprometimento e de ação.

O ato de empreender requer coragem, e coragem não é ter ausência de medo, pelo contrário, é a capacidade de agir para atingir a sua maior meta apesar da presença do medo e do frio na barriga que ele dá. Quando você se permite tentar algo assustador, você aprende a desenvolver resiliência para enfrentar desafios ainda maiores.

Não tenha medo de empreender se isso é o que você realmente deseja. Faça uma lista de tudo aquilo que você acha que poderia dar errado e as ações que você tomaria se realmente acontecesse. 

“Evitar o perigo não é, a longo prazo, mais seguro do que se expor a ele. A vida é uma aventura ousada ou não é nada.”

Helen Keller

Por fim, se você tem medo e não os enfrenta, dificilmente conseguirá agarrar uma boa oportunidade quando ela aparecer na sua frente. E isso é verdade se você é uma empreendedora, uma empresária ou se está no regime CLT.

Conte comigo para te ajudar a dominar o mundo com os seus talentos e habilidades! Vamos juntas, com medo, sem medo e aprendendo a lidar com as situações dessa aventura chamada vida!

Nos vemos no próximo post! Um beijo!

Eu escrevo sobre como ter um negócio f*da e uma vida leve.

Comments

  • Ângela Lacerda
    25 de agosto de 2020

    Olá Gabriella, bom diaaa.
    Muito obrigado, eu estou trilhando esse caminho. Montei minha loja virtual de joias de Prata.
    Estou ainda apreensiva. Por ser virtual..
    Tenho com dificuldade de dar um bom que fazer a abertura da empresa.
    Agora ontem assistindo o Leandro Carnal e agora você, fiquei mais motivada. Se eu ficar parada, meu grande objetivo é ser Psicóloga. Terei que deixar para próxima encarnação. Já tenho 44 anos. Eu quero muito da essa bom na minha vida.
    Gratidão. Amooo fazer meditação com você ❤

    • Moving Girls
      25 de agosto de 2020

      Que tudo, miga! Temos mais posts falando sobre e-commerce no blog. Já conferiu? ❤️😉

  • VIVIANE DA SILVA MENDONCA
    25 de agosto de 2020

    Bom dia ! Acordei com o seu blog, e não foi por acaso. Precisava ler isso. Muito obrigada!
    Quero muito saber mais sobre empreendedorismo.
    Se fizer um grupo no zap meu número é (21) 99896199
    Bjs.
    Viviane

    • Moving Girls
      25 de agosto de 2020

      Oi, miga! Temos um grupo no Telegram onde trocamos várias infos. É só buscar por Moving Girls na plataforma 😉

Post a Comment