Top

Como lidar com a solidão no home office?

Não enfrentar trânsito, flexibilidade de horários, autonomia sobre seu tempo, liberdade geográfica… essas são apenas algumas vantagens de trabalhar remoto ou em home office.

Muitas pessoas se viram forçadas a aderirem ao home office de forma repentina, mas cada vez mais estão considerando a modalidade remota ou híbrida de forma definitiva. Então, é necessário pensar em estratégias para se adaptar a essa forma de trabalho.

Mas não são só pontos positivos; segundo o estudo “2020 State of Remote Work” as principais dificuldades apontadas são a solidão, junto com a falta de colaboração e dificuldades de comunicação. Portanto, o trabalho remoto pode colocar a saúde mental em risco.

A Girlboss conversou com vários trabalhadores remotos e reuniu dicas testadas para lidar com a situação e esse post é inspirado no conteúdo original.

home office

1. Saia de casa

Parece óbvio, mas é real. Já que você não sai pra trabalhar, procure manter outras atividades externas com frequência, evitando o isolamento total, como ir à academia e ao mercado.

2. Coworking

Trabalho remoto e home office não significam a mesma coisa: home office é especificamente trabalhar em casa, enquanto trabalho remoto é qualquer serviço feito a distância. Muitas migas apontam o trabalho remoto, princialmente em escritórios compartilhados, como uma alternativa à solidão do home office. Trabalhar alguns dias da semana ou do mês em espaços diferentes, como coworkings ou cafés, pode ser uma ótima opção para variar quando sentir necessidade e para manter contato com outras pessoas.

3. Trabalho em equipe

Miga, você precisa conversar com a sua equipe. Lembre que apesar da distância física, vocês ainda trabalham juntos. Portanto, é importante alinhar como vai acontecer a comunicação da equipe, não só para assuntos técnicos, mas também para compartilhar as dificuldades.

4. Encontre as suas migas

Por mais que algumas pessoas sintam mais necessidade e outras menos, ainda assim o contato social é fundamental para o ser humano. Priorize na sua rotina momentos para manter seus relacionamentos sociais, seja de forma presencial ou online, por mensagens e preferencialmente chamadas de vídeo, mantendo contato de forma ativa, intencional e síncrona, que pode ser mais efetiva para enfrentar a solidão. O coworking é sim uma opção válida, mas além dele é importante se envolver em atividades que não sejam sobre trabalho.

amigas brindando

5. Humanize as mensagens

O contato online é uma ótima ferramenta, mas esse formato de se comunicar exige mais da nossa atenção. Afinal, a pessoa que está do outro lado da tela não sabe a entonação utilizada em uma mensagem digitada, ou um sorriso, um olhar, por exemplo, o que pode acabar causando complicações. Se você é a pessoa do outro lado da tela, que ficou em dúvida, pergunte, mas não deduza o que o outro quis dizer. Emojis, gifs e mensagens de voz podem ajudar a aproximar o contato, mas em alguns casos a ligação, seja por vídeo ou voz, ainda é a melhor opção.

6. Autocuidado inegociável

Você precisa se cuidar. Uma das maiores dificuldades do trabalho remoto é parar de trabalhar, portanto, determine períodos inegociáveis nos seus dias para que você se desconecte totalmente do trabalho e foque em atividades que te façam bem. Esse papo sobre trabalhar no domingo pode te ajudar a pensar sobre seus limites. Aproveitar a sua própria companhia de forma agradável também vale a pena. Leve em conta também como anda seu tempo de lazer, você consegue desconectar e parar de trabalhar? Autocuidado online é ainda mais necessário para quem trabalha apenas online.

Mulher jogando o compiutador longe home office
Respeite seus limites, miga.

7. Espaços de apoio e colaboração

Contato online também é super válido. Se você trabalha com uma equipe de forma remota, faça o possível para manter contato com a sua equipe e facilitar a comunicação. Mas independentemente se você trabalha sozinha ou não, participar de eventos da sua área e espaços de apoio mútuo, como a Comunidade da Moving, também é uma ótima opção para não se sentir tão sozinha, conhecer outras pessoas e compartilhar apoio.

8. Officeless

Não poderia faltar uma indicação: a Officeless “é uma plataforma digital que ajuda líderes a adotarem o trabalho remoto para criarem equipes com pessoas mais produtivas, engajadas e realizadas — independente de suas localizações”, é assim que eles se apresentam no site da plataforma. Eu gosto muito de acompanhá-los no instagram, sempre tem conteúdo tanto para quem trabalha remoto quanto para quem gerencia equipes remotas.

9. Sinal de alerta

É importante lembrar que o isolamento pode ser um sintoma de depressão, por exemplo, ou agravar condições já existentes. Fique atenta para entender quais são os seus sinais de alerta e entender se o home office é uma opção saudável pra você. Muita atenção também pra não tentar amenizar a solidão com estratégias que afetem sua saúde, como comportamentos compulsivos e abuso de substâncias (inclusive álcool). Se o sinal de alerta já acendeu por aí, é hora de buscar ajuda profissional o quanto antes.

Aqui você vai encontrar mais conteúdos do blog que falam sobre home office para completar sua leitura.

Se cuida, miga. <3

Uma psi descomplicando a saúde mental & falando sobre autocuidado, autoconhecimento e todos os outros auto's que só você pode fazer por você. Empreendendo 100% digital com terapia online e mentoria para outras psis. Sou psicóloga clínica (CRP 12/15901), especialista em Terapia Cognitivo Comportamental.

Post a Comment