Top

Como escolher um bom curso online?

Vontade de estudar, né, minha filha? E com a pandemia, muitos cursos surgiram para você escolher, ora para o lado profissional, ora para te ajudar na sua vida pessoal. Em algum momento você já se perguntou “como escolher um bom curso?” Se sim, esse post vai te ajudar!

Primeiramente, miga, você sabia que ocorreu um aumento de 68% nas inscrições para cursos EAD ou semipresenciais nos primeiros meses da pandemia? E segundo a Udemy, plataforma de educação a distância, houve um crescimento global de 425% no número de matrículas. Apenas com esses dados já podemos refletir que há muita oferta em cursos EAD, afinal, foi nossa alternativa de estudo durante a pandemia.

Então, talvez esse post seja para você que comprou mais um curso para estudar ou esse post também é para você que até considerou adquirir um novo curso online, mas que repensou e acabou ficando insegura e não comprou.

Logo, para ambos os casos, aqui vão pontos importantes a considerar na hora de escolher um bom curso.

1. Grade do curso

Miga, com fórmulas de lançamento e muitos criadores de conteúdo numa corrida absurda para ver quem vende mais e faz o tal de “6 em 7“, talvez você seja fisgada por alguns gatilhos como “escassez” na hora da oferta do curso, então, cuidado! Se distancie dessa pressão de comprar o curso “até hoje”, “faltam x horas” e avalie qual é a grade do curso:

  • Sobre o que é o curso e o que ele abordará?
  • Quais são os módulos?
  • Como são divididos os assuntos nos módulos?
  • Quais são os tópicos e como é feita a divisão nos módulos?
  • Quantos módulos e aulas existem?
  • Existe alguma atualização da versão do curso?
  • Existe algum certificado no final?
  • Qual é a duração média das aulas e dos módulos?

Assim, entenda, miga, cada pergunta dessa é importante na hora de decidir por um bom curso. Verdadeiramente essas reflexões são como uma base, o alicerce que seu futuro professor estruturou para te ensinar os assuntos do curso, por isso investigue muito bem. Em seguida, há outro ponto a se considerar também. Vamos a ele!

2. Formato do curso

Como dito acima, são muitas ofertas de cursos e com as infinitas possibilidades no digital muitas pessoas na hora de entregar o curso se preocupam com a experiência do usuário. Assim, observe qual é o formato do curso:

  • É um curso ao vivo?
  • É um curso com módulos gravados?
  • Como é disponibilizado o curso? É uma plataforma confiável como a Eduzz ou Hotmart?
  • O acesso é vitalício?
  • Existe alguma entrega da sua parte como atividades?
  • Quanto dura cada aula e qual é o metódo de ensino do professor?
  • Existe algum material de apoio?

Miga, aqui você não deve observar apenas a quantidade em números, pois às vezes cursos muito extensos não significam qualidade, às vezes é só “encher linguiça” mesmo e você não aprende nada e perdeu seu tempo. O interessante então é entender se o curso faz sentido para você.

Dessa maneira, pontue todas essas perguntas elencando e dando um cheeck no que você julga ser bacana para você: você é uma pessoa que gosta de aulas curtas? Você é uma pessoa que precisa de material de apoio? Portanto, verifique se o curso atende suas necessidades. Agora, outro ponto a avaliar é esse daqui.

3. O suporte

Na modalidade presencial, é muito mais fácil tirar dúvidas com o professor, mas e no digital, como faz? Como faz no EAD? Justamente pelo suporte: em plataformas há espaços para que você deixe sua pergunta e o professor possa responder. Nesse sentido, há algo ainda mais legal sendo aplicado recentemente que é um grupo de apoio e suporte no Telegram.

Sim! Alguns professores disponibilizam um grupo no Telegram para que todos os alunos do curso, além de tirar dúvidas, possam também fazer networking. Além de um diferencial competitivo, quem aplica isso se mostra mais preocupado com a educação e proximidade com o aluno, você concorda, miga?

Bom até aqui, já deu para você refletir sobre algumas questões e conseguir avaliar melhor um curso né, miga? E para finalizar, vamos falar de um último ponto muito importante a se analisar.

4. Autoridade do professor

É isso mesmo, miga, você precisa checar quem será seu professor: para além de títulos acadêmicos, ele possui experiência? O professor te passa segurança, tem um método de ensino claro e possui validação do seu trabalho? É muito interessante que você conheça de alguma forma quem ministrará as aulas, ok?

Assim, além da autoridade, se possível você pode entender se ele tem boas avaliações, depoimentos de alunos e indicações. Ah, e uma coisa que eu, acho imprescindível é a proximidade com alunos, linguagem e tom utilizados pelo profissional nos pontos de contato. Isso me faz escolher um curso que dá muito match comigo!

E aí, miga, deu para refletir e aplicar nas suas próximas escolhas? Eu espero verdadeiramente que com esse post você consiga encontrar um bom curso, depois me diga aqui nos comentários.

Um beijo e até o próximo post!

Técnica em marketing e estudante de publicidade e propaganda na USP. Desde sempre precisar trabalhar e estudar e assim, entendi que com organização, planejamento e jogo de cintura, nossos sonhos são possíveis.

Deixe-nos um comentário, miga!