Top

Aprenda a dar um up nos neurotransmissores da felicidade

Sabe aquela sensação gostosinha e instantânea que surge quando saboreamos um chocolate, miga? Pois é, nossa alimentação pode sim afetar diretamente o nosso humor. E, às vezes, nem precisa ser necessariamente um alimento preferido. Além disso, outros hábitos também influenciam. Então, vou te contar como dar um up nos neurotransmissores da felicidade.

Cadê os responsáveis por todo esse rolê de felicidade?

A princípio, a sensação de felicidade, satisfação, bem-estar e até de relaxamento possui relação com a ação de alguns neurotransmissores. E são eles: a serotonina, a dopamina, a ocitocina e a endorfina. Já ouviu falar em algum desses componentes do quarteto fantástico?

Nesse sentido, cada um deles produz um efeito em seu corpitcho, que pode ser desencadeado de diversas formas, miga. Primeiramente, vamos entender quem são esses lindos que fazem você ficar de bem com a vida.

Bom, os neurotransmissores são substâncias químicas produzidas por neurônios. Eles auxiliam o cérebro a realizar funções e causam essas sensações agradáveis. Porém, caso haja um desequilíbrio, o seu corpo não reagirá bem. Sendo assim, estresse, ganho de peso, insônia, mau-humor, aumento da fome… tudo isso pode acontecer. Sem contar a desmotivação para realizar tarefas. Você já passou ou passa por isso? Péssimo, né?

Por isso, manter bons hábitos alimentares é essencial para auxiliar a liberação desses neurotransmissores. Todavia, não para somente aí. Outros detalhes no seu dia a dia também podem contribuir. Tá pronta para saber mais?

O quarteto fantástico

Vimos o que são os neurotransmissores. Além disso, é importante dizer que cada um deles possui características específicas e são estimulados de diversas formas. São eles:

Serotonina

Ela já é famosa aqui, né? Está em diversos posts aqui no blog. Mas relembrando, é um neurotransmissor que promove a sensação de prazer e bem-estar. Quando está em níveis muito baixinhos pode causar mau-humor e até depressão.

neurotransmissores da felicidade

Dopamina

É o neurotransmissor principal que regula os processos motivacionais. Ele é o responsável por te impulsionar a alcançar seus objetivos, miga!

neurotransmissores da felicidade

Ocitocina

Essa queridinha, por sua vez, é responsável por promover a sensação de confiança, influenciando na formação de laços nos relacionamentos de modo geral. Ela é produzida no parto, na amamentação assim como durante o orgasmo. Também é chamada de “hormônio do amor” (faz sentido, né? KAKAKA).

neurotransmissores da felicidade

Endorfina

É liberada no organismo como um analgésico diante das situações de dificuldades, assim como dor e estresse, com o objetivo de amenizá-los. Porém, sabe aquele momento em que você está dando o seu melhor no treino? ENTÃO! Ela que mantém você motivadah a ir até o fim.

Para ilustrar melhor, deixo esse vídeo aqui pra você, miga!

Neurotransmissores, ativar!

Enfim, como dar um up nos neurotransmissores da felicidade? Se liga:

  1. Tenha uma alimentação bem variada, incluindo diariamente no cardápio: vegetais, frutas, cereais (aveia, por exemplo), fontes de proteínas de boa qualidade (peixes, ovos, leite, por exemplo) e castanhas;
  2. Evite dietas restritivas. Além de reduzirem drasticamente a quantidade de nutrientes do seu dia a dia, também influenciarão e MUITO em seu comportamento. Sendo assim, isso impacta sim na sensação de felicidade e bem-estar;
  3. Pratique alguma atividade física com a qual você se identifica;
  4. Inclua, no seu dia a dia, atividades que te dão prazer. Pode ser um hobby! Ler, cozinhar, escrever, desenhar, etc;
  5. Seu intestino funciona direitinho? Se sim, já está um passo à frente, miga! Até isso impacta;
  6. Abrace pessoas queridas e reserve momentos com elas. O toque e a convivência são bem importantes;
  7. Sorria! Pode parecer um detalhe, mas, como dizem, “sorrir é o melhor remédio”.

Por fim, viu como pode ser simples garantir essa felicidade e esse bem-estar diariamente, miga? E claro que há dias em que estamos borocoxôs. Isso é normal! Mas que tal incluir essas pequenas dicas no seu dia a dia? Um passo de cada vez! Já fará muita diferença em sua vida!

Nutricionista, anti-dietas da moda e debochada. Me especializei em nutrição comportamental e esportiva com foco em qualidade de vida e desenvolvi um formato de atendimento humanizado com o intuito de ajudar pessoas a conquistarem autonomia sobre a alimentação de forma amigável, leve e sem restrições. Defensora de corpos livres de padrões estéticos.

Deixe-nos um comentário, miga!